PRANA e Prana Vayus

O Prana como energia criadora universal é chamado de Maha Prana ou o Grande Prana. Prana também é a energia que circula pelo corpo e regula todas as funções corporais. Dentro do corpo, o Prana é percebido em diferentes formas, cada uma com sua própria função e área do corpo. Estas diferentes correntes de energia são chamadas de vayus, ou ventos. Uma vez que cada um dos Prana Vayus governa funções vitais no corpo, há uma relação direta entre bloqueios de energia nestes vayus e doenças físicas. O primeiro passo para o desenvolvimento de bem-estar nos Prana Vayus é a habilidade de sentí-los. Normalmente, os Prana Vayus que estão em equilíbrio são facilmente perceptíveis e têm uma qualidade de energia plena, suave e fluida, como um rio que corre livremente, sem enchente, nem seca.

Os Cinco Prana Vayus

 prana vayus

1. Udana Vayu:
É a força vital centralizada na garganta e cabeça. É descrita como uma energia circular que se move em sentido horário. Ela permite o pensamento, a comunicação, o canto e a produção de sons. Udana está relacionada ao funcionamento dos sentidos, incluindo a audição, a visão e o olfato. Também é responsável pela deglutição dos alimentos. O udana vayu leva a energia da base da espinha dorsal até o cérebro. É visto como a porta de entrada para estados mais elevados de consciência. Sua cor é o verde-azulado e seu elemento principal é o ar. Um bloqueio nesta área está relacionado à inabilidade de comunicação, dificuldade de atingir estados mais elevados de consciência durante a meditação e problemas na área da garganta, como o hipotireoidismo. Um desequilíbrio em udana também estaria relacionado a problemas de visão, audição, paladar ou olfato.

2. Prana Vayu:
É a força vital centralizada no coração, peito e pulmões, e, por extensão, no nariz e boca em sua função respiratória. É responsável por trazer a força da vida até o corpo, através da inalação, e também pelo funcionamento do coração e dos pulmões. Está associado, ainda, ao movimento ascendente de energia, com a inalação, e com o nível de energia total no corpo. Sua cor é o dourado, e os elementos são o fogo e o ar. Um desequilíbrio em prana vayu está relacionado com problemas que afetam nossa sobrevivência, como aqueles associados com o coração e os pulmões. A constrição de prana vayu é evidente em doenças como a da artéria coronária. Uma quantidade reduzida de prana vayu também é um fator determinante quando há letargia, pouca energia ou problemas como a síndrome da fadiga crônica.

3. Samana Vayu:
Éstá centralizado na área abdominal e é associado com a digestão e com a manutenção do funcionamento equilibrado dos órgãos abdominais. Os elementos predominantes são o fogo e a água, e sua cor é o branco. Samana vayu está relacionado com a palavra sama, que significa mesmo ou, neste contexto, equilíbrio. Samana é o ponto de equilíbrio entre prana e apana. Também mantém o equilíbrio da digestão e da assimilação de nutrientes. Samana é o local- sede de Agni, o fogo digestivo. Su elemento é o fogo. Samana também possui um aspecto leve e refrescante, referente ao elemento água. O elemento água mantém o fogo em equilíbrio e propicia um meio para a assimilação de nutrientes. Um bloqueio nesta área resulta em fornecimento reduzido de nutrientes para o corpo e desequilíbrio nos órgãos digestivos, como o fígado, o estômago, o baço e o pâncreas. O movimento é para dentro, em direção do abdomem, na exalação e para fora, em todas as direções, horizontalmente, na inalação. Samana também é descrito como um movimento lateral luminoso, como o balanço de um pêndulo que se move rapidamente, da direita para a esquerda e da esquerda para a direita.

4. Apana Vayu:
Está centralizado na metade inferior do corpo e é associado à exalação e eliminação, assim como também está relacionado com o sistema reprodutor. Sua cor é de poeira ou fumaça amareladas e seus elementos são a terra e a água. É responsável por movimentos descendentes, e é pesado por natureza. Seu desequilíbrio pode ocasionar problemas intestinais e sexuais. O equilíbrio de apana vayu é essencial para os processos de eliminação, menstruação e parto saudáveis. É vivenciado como um movimento fluido bem profundo na exalação centrada nos intestinos.

5. Vyana Vayu:
Permeia todo o corpo e é especialmente ativo nos membros. Está associado ao sistema nervoso e principalmente a estados de atividade/inatividade mediados pelo sistema nervoso autônomo. Vyana distribui a energia derivada da alimentação e da respiração para as artérias, veias e nervos e regula o equilíbrio entre prana e apana. Vyana Vayu também é responsável pela ação muscular das extremidades. Sua cor é o azul celeste e seu elemento é o éter. O movimento é para dentro, em direção ao centro do corpo, na inalação, e para fora, em direção às extremidades, na exalação.

Newsletter

Digite seu email e receba nossa YI News.

Redes sociais

Estamos presentes nas redes sociais. Escolha onde nos seguir, compartilhar e interagir.

Fale conosco

Entre em contato e saiba mais sobre cursos, produtos, eventos e Yoga Integrativa, Namastê.

  • Tel: +55 (48) 3254-2608

logo-montanha novo sepia

 

Estrada Geral Encantada, 108 Garopaba - SC - Brasil
CEP 88495-000

www.yogaencantada.org